CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quinta-feira, novembro 30, 2006

Farias anos

30 Novembro

terça-feira, novembro 28, 2006

Perguntaram-me o que era o Amor

*
( Estrela da Tarde)
*
_
**
Amor é sentir os teus lábios nos meus em desatino.
Procurar-te na saudade da memória.
Olhar o mar e ver-te no infinito
Sentir pulsar o coração dentro do peito
E Ver morrer o brilho do meu Olhar pela manhã, se não Oiço a tua Voz.
*
ACCB

domingo, novembro 26, 2006

Mário Cesariny - 1923 - 2006



.
Ainda há poucos dias postara este poema aqui.
:
Hoje a notícia da sua morte aos 83 anos, acontece num dia com significado pessoal para mim. Isso obrigou-me a voltar ainda hoje aqui.
Deixo um poema do poeta e deixaria uma pintura do pintor se para tanto aqui houvesse espaço.
E deixo uma afirmação:
Os artistas não morrem num dia qualquer.
*********
+
POEMA
+
Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto tão perto tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura
Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
.

Mário Cesariny
( Voltei só porque os poetas não morrem num dia qualquer )

sábado, novembro 25, 2006

-
Deixo-vos algumas postagens.
Até breve!
*
Volto Um dia destes.

Perdeste o meu Olhar na tua Voz

( Carlos Teixeira )
*
Chama-se o quadro: - Perdeste o meu Olhar na tua Voz

***
Haverá sempre,
por ténue que seja,
um aceno de volúpia
no mais inocente desprendimento.”
*


************

«»

*
Nasceu em Porto Santo a 9 de Setembro de 1963,
deixando a pequena ilha alguns dias depois,
vivendo deste então em Lisboa.

Cedo demonstrou interesse pelas artes,
nomeadamente desenho e pintura,
embora só em 1998 tenha iniciado a sua formação artística naS. N. das Belas Artes.

Elegendo o corpo como principal suporte,
o artista navega entre
o desenho e a pintura
em assemblagens de cor que transportam as suas
vivências.
*
PRÉMIOS 09/2004

1º Prémio de Pintura do 2º Certame Internacional de Artes Plásticas de Aires de Córdoba

Curso de Pintura da Sociedade de Belas Artes, sob a orientação dos pintores Jaime Silva e Mário Rita.Atelier Livre da S.N.B.A., a convite do Pintor Jaime Silva e sob sua orientação.Curso de Desenho da S.N.B.A, sob a orientação do Escultor Quintino Sebastião.Curso de Cor da S.N.B.A, sob a orientação do Escultor Quintino Sebastião.Curso de Introdução à História de Arte da S.N.B.A, sob a orientação da Profª. Doutora Margarida Calado.Curso de História de Arte do Sec. XX da S.N.B.A, sob a orientação da Profª. Doutora Cristina de Azevedo Tavares.Curso de Estética e Teorias da Arte Contemporânea a S.N.B.A, sob a orientação do Profº. Doutor David Lopes.

Etiquetas:

Legitima Defesa


Uma boa reflexão sobre a legitima defesa e alguns diplomas por onde pode passar a questão
*
Já agora digam-me lá o que é para vós legitima defesa.
Até onde pode ir.
Quando se pode exercer.
Que forma adequada a de a exercer.
Contem-me....Desabafem.....
Estou mesmo curiosa.
*
Ficam aqui umas ajudinhas.
-
Artº 32º CP
*
Constitui legítima defesa o facto praticado como meio necessário para repelir a agressão actual e ilícita de interesses juridicamente protegidos do agente ou de terceiro.
-
Artº33º CP
*
Excesso de legítima defesa
1 – Se houver excesso dos meios empregados em legítima defesa, o facto é ilícito mas a pena pode ser especialmente atenuada.
2 – O agente não é punido se o excesso resultar de
perturbação, medo ou susto, não censuráveis.
-
Artº 34º do CP
Não é ilícito o facto praticado como meio adequado para afastar um perigo actual que ameace interesses juridicamente protegidos do agente ou de terceiro, quando se verificarem os seguintes requisitos:
a) Não ter sido voluntariamente criada pelo agente a situação de perigo, salvo tratando-se de proteger o interesse de terceiro;
b) Haver sensível superioridade do interesse a salvaguardar relativamente ao interesse sacrificado; e
c) Ser razoável impor ao lesado o sacrifício do seu interesse em atenção à natureza ou ao valor do interesse ameaçado
***
*

Shall We Dance? / "Comme il faut"

Para quem gosta de tango como eu.

*

QUEM NÃO SABE DANÇAR

*

DIZ QUE A SALA ESTÁ TORTA!

-

A música é dos Gotan Project. Conhecem?

Etiquetas:


*
Faz hoje anos que nasceu Rómulo de Carvalho, o Homem da Pedra Filosofal aqui.
Num discurso de tomada de posse da ASJP, foi referido e foi citado este seu poema, como a pedra de toque de uma vontade de mudar.
*
****
Pedra Filosofal
Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

In Movimento Perpétuo, 1956
::
ELES NÃO SABEM
Nasceu em 24.11. 1906. Excreveu este poema em 25.11.1996

Desafio II

( Carlos Teixeira - Até já)
*
_------------_
Anda a circular na Net uma brincadeira engraçada.
recebemos um mail de um amigo a pedir:
Define-me numa só palavra.
É giro. Recebemos depois uma só palavra a defenir-nos qdo reenviamos aos nossos amigos
e eles respondem.
Recebi algumas.
Deixo agora aqui este desafio aos que frequentam o BLog.
Vamos ver no que dá.
*
DEFINAM-ME NUMA SÓ PALAVRA
-________-

Etiquetas:

Desafio I


Há tempos, em Agosto mais precisamente, a Tia Cremilde lançou um desafio:
- Escrever a primeira palavra que nos viesse à ideia tendo em conta todas as letras do abcedário.
Correspondi ao desafio e ela veio ao meu Blog desafiar-me a postar o que eu escrevera.
Na altura "encolhi-me".
Agora apetece-me
Aqui vai o que escrevi:
...................Depois de corresponderem ao desafio.
É que gostava que vocês fizessem o mesmo.
``
*
Como alguns já corresponderam, aqui vai o meu:
*
A - Amo-te
B - Beijo-te
C - Como........-te
D - Dedilho-te
E - Encontro-te
F - Ficamos
G - Gostamos
H - Hoje
I - Invento-te
J - Juro-te
L - Liberto-te
M - Muito
N - Nu
O - Ontem
P - Pinto-te
Q - Quando
R - Revejo-te
S - Sinto-te
T - Tenho-te
U - Unidos
V - Vejo-te
W - We (are the champions!!!)
X - Xôxo (de beijo outravez )
Y - You
Z - Zonzos!!!!!!!!!!!!
:::

Etiquetas:

sexta-feira, novembro 24, 2006

Maravilha de Verdade!

( GoodBye - Alfred Cook )
.
.

Maravilha de Verdade!
Tão sentido e tão verdadeiro que senti as lágrimas aflorarem-me os olhos e revi todos os rostos que amo.
Os dos amigos, os da família..
O meu..
E imaginei a falta de cada um de nós reflectida na saudade e na memória dos outros...
E senti que não sou eterna.
+
*****************
Outubro , pleno Outubro, as folhas caem, morrem seres vivos,
renova-se a própria vida,
altura de renovação do espirito, zuruck zu frei geist....
"Um dia a maioria de nós irá separar-se.
.
Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos.
.
Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim... do companheirismo vivido.
.
Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre.
.
Hoje não tenho mais tanta certeza disso.
Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida.
.
Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe...nas cartas que trocaremos.
.
Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices..
.
Aí, os dias vão passar, meses...anos...até este contacto se tornar cada vez mais raro.
.Vamo-nos perder no tempo....
.
Um dia os nossos filhos verão as nossas fotografias e perguntarão:
"Quem são aquelas pessoas?"
Diremos...que eram nossos amigos e...... isso vai doer tanto!
-"Foram meus amigos, foi com eles que vivi tantos bons anos da minha vida!
.
"A saudade vai apertar bem dentro do peito.
.
Vai dar vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente......
.
Quando o nosso grupo estiver incompleto...reunir-nos-emos para um último adeus de um amigo.
.
E, entre lágrima abraçar-nos-emos.
Então faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.
Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida, isolada do passado.
E perder-nos-emos no tempo....
.
Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco,
e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes
tempestades....
.
Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"
.
Fernando Pessoa
.........................................................

Etiquetas:

quarta-feira, novembro 22, 2006

Despedida



Espreitava em seus olhos uma lágrima,
e em meus lábios uma frase a perdoar;
falou o orgulho, o seu pranto secou,
senti nos lábios essa frase expirar.
Eu vou por um caminho, ela por outro;
mas, ao pensar no amor que nos prendeu, digo ainda:
porque me calei aquele dia?
E ela dirá: porque não chorei eu?
..
Gustavo Adolfo Bécquer

Beijo I

(Foto de ACCB- 2004)
*
+++
Chegaste
De mãos dadas
Com o Outono,
E em pleno
Rio Tejo,
Olhaste-me
E pediste-me
Aquele beijo.
Não são lamúrias
Que ouço cantar,
Nem pedras de sal
Que vejo chorar.
São dois corações
Impetuosos
Pela dor,
Que fraquejam
Por saber
Que de tudo
O que menos ficou
Foi o amor.
*

Imaginação

( La ausencia de tu amor cancelou mis horas - Diego de Luca)
***
*
" As pessoas sem imaginação podem ter tido as mais imprevistas aventuras,
podem ter visitado as terras mais estranhas....
Nada lhes ficou... Nada lhes sobrou....
Uma vida não basta ser apenas vivida...
Também precisa ser sonhada.... "
*
Mário Quintana

Quem dá e volta a tirar.........

O Sr. Ministro que conhece uns provérbios chineses, deve conhecer também ditados populares portugueses.
.
Vem isto a propósito de um despacho dado no exercício de competências ministeriais ou falta delas , sobre o pagamento ou não de um determinado montante de vencimento a 83 Magistrados do TAF.
.
O TAF não é uma saudação amigável, é o Tribunal Administrativo e Fiscal que tem por competência decidir por exemplo o conflito salarial entre o Governo e esses tais 83 juízes .
.
Isto porque, de forma muito simplesmente explicável, o TAF tem por competência decidir processos que influenciam muitos dos assuntos que interessam ao Estado.
Ora, resumindo e tornando sucinto e compreensível o assunto e aplicável o tal velho ditado português, em 2003 foram aliciados profissionais com experiência em direito público para preencherem os quadros de Juízes do TAF.
.
Profissionais esses que estavam a ser bem pagos e não previam baixar os salários.
Tais profissionais concorreram ao cargo e levantou-se a dúvida:Devem receber pelo indice 100, 135 ou 220?
Começaram então, apesar de desempenharem funções como juízes presidentes de colectivos, a receber como juízes estagiários.
E curiosos ou ridículo recebem menos que o Juiz do lado que tem as mesmas funções e menos que o Ministério Público com quem trabalham.
Como Juízes estagiários. Nem mais!
.
A questão foi posta ao Sr. Ministro e vai daí, toca de decidir-se que deveriam receber pelo indice 135.
Na verdade a 3.5.05 o Sr Ministro imbuído dos poderes que lhe foram conferidos dá despacho :
-"Determino que seja corrigido o vencimento".
.
MAS.... qual marido desacompanhado da esposa, administradora zelosa dos bens do casal, a 3.10.06 sai novo despacho que "esclarece" :
- Sem aprovação das Finanças o despacho não produz efeitos".
É que o SR. Ministro das Finanças tinha de aprovar o aumento das despesas!Claro!Mas o SR. Ministro da Justiça ainda quer recrutar mais Juízes.
Pudera!
Os TAF são muito, muito importantes para o bom andamento das Finanças....
E, sem omeletes....
.
Diz então como num passo de mágica: -" A situação será resolvida com uma iniciativa legislativa".
Claro!
E tem até uma carta na manga para jogar mas que só revelará a seu tempo.
Claro!
O segredo é a alma do negócio.
Isto de ter trabalho igual por salário mais baixo... é fácil, sai barato, .... mas parece que não dá milhões...até porque o trabalho é tanto que os processos vão prescrevendo....
Daí ser necessária mais mão de obra barata!
.
Pronto... o Senhor Ministro deu. Depois, deu pela falta de competência para dar sózinho, e voltou a tirar.
.
Será que há um fundo de verdade nos ditados populares?Diz o povo que quem dá e volta a tirar......
.
ACCB

( Também no EXPRESSO deste sábado )
.
PS: - Será que esta situação não é nitidamente INCONSTITUCIONAL?!

terça-feira, novembro 21, 2006

Ciúme II - Um monstro de olhos verdes

*
Sabem como William Sheakespeare chamou ao ciúme em Otelo?
Um MONSTRO DE OLHOS VERDES!
*
21.7.06
.................
Otelo (1604-1605)
.
"O ciúme é um monstro de olhos verdes, que zomba do alimento de que vive".
-Otelo (1604-1605)
...................

"Os ciumentos não precisam de causa para o ciúme: têm ciúme, nada mais. O ciúme é monstro que se gera em si mesmo e de si nasce".
.
- Ato III - Cena IV: Emília
"Os homens deveriam ser somente o que parecem".
.
- Ato I - Cena III: Doge
"A reputação é um apêndice ocioso e enganador, obtido muitas vezes sem merecimento e perdido sem nenhuma culpa".
.
- Ato II - Cena III: Iago
"Só escuta de bom grado uma sentença quem em proveito próprio nela pensa".
.
- Ato I - Cena III: Brabâncio
"É tolice viver quando a vida é um tormento: dispomos da prescrição de morrer, quando a morte é nosso médico".
.
- Ato I - Cena III: Doge
"Trabalha, meu veneno! Trabalha!"
.
- Ato II - Cena III: Iago
"Nossos corpos são nossos jardins, cujos jardineiros são nossas vontades".
....
.............
.............................
....................................................

segunda-feira, novembro 20, 2006

O Diabo Veste Prada

Viver a tirania de uma carreira profissional ligada

à moda e ao glamour

OU :

IR A PARIS E VER PARIS REALMENTE

*

O Mundo da Moda. Divinamente deslumbrante. Diabolicamente dominador e tirano.

Um Mundo que todas as mulheres adoram,. UAU! Mas que nos tiraniza de todas as formas....se nos deixarmos levar apenas por ele.

A protagonista desta vivência tem a coragem de o experimentar e de não lhe sucumbir.

De se deliciar com ele e de não se deixar dominar, como aconteceu à sua bem sucedida e diabólica chefe.

Uma forma tirana de gerir recursos humanos.

Um filme que parece fútil mas é apenas a imagem de uma realidade que só conhecemos de fora.

Vale a pena pela bocado bem passado.

domingo, novembro 19, 2006

Aos nossos Lusíadas!


*

Exercício Lusíada 2006 -AM1

sábado, novembro 18, 2006

UAU!!!!!!

Os cavaleiros do céu.

Etiquetas:

quinta-feira, novembro 16, 2006

A Flauta Mágica

*
A Flauta Mágica, obra musical de Mozart, tem dois aspectos fascinantes: a história, quase infantil, que raramente chega às crianças, e a música que há 200 anos fascina os adultos.
.
A ópera foi escrita em apenas 3 meses.
Possui dois actos e o libretto é de Emmanuel Schikaneder.
A estréia teve lugar em Viena em 30 de setembro de 1791.
.
Agora no TIL - Teatro Infantil de Lisboa.
.
Uma história sobre O amor, A amizade, A coragem e a falta dela.
o Bem e o Mal.
.
Os desafios que nos surgem sempre durante a Vida e , muitos de nós nem dão por eles.
O Feminino, o Masculino e, a sabedoria - a junção dos dois.
Vejam com os vossos filhos.
*

quarta-feira, novembro 15, 2006

Hoje a Chuva desceu à Cidade

Inexplicávelmente tinha colocado esta data - segunda feira 20.11.06.
Alguém explica?
*



A esta data tem explicação.

Era a véspera de um dia que pertence ainda ao presente e não sei se virá a pertencer ao futuro.

Acho que lhe posso chamar, a este lapso, a crónica de uma morte anunciada.

Etiquetas:

terça-feira, novembro 14, 2006

HOJE O NEVOEIRO DESCEU SOBRE LISBOA

( Nevoeiro em Lisboa - Foto de José Colaço )

Etiquetas:

domingo, novembro 12, 2006

1 Ano de existência


O Cleopatramoon faz hoje 1 ano.
Passei os olhos pela 1ª Página.
E sinto que... em mim, está tudo tão igual.
Aqui fica a 1ª página

http://cleopatramoon.blogspot.com/2005_11_01_cleopatramoon_archive.html

Etiquetas:

REAMONN-Tonight (1 presente )

She never took the train alone
she hated being on her own
She always took me by the hand
and say she needs me
She never wanted love to fail
she always hoped that it was real
She’d look me in the eyes
and say believe me
But then night becomes the day
and there’s nothing left to say
If there’s nothing left to say
then something’s wrong


Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful
Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful and wild


And as the hands would turn with time

she’d always say hat she was my mine
She’d turn and lend a smile to say that she’s gone
But in a whisper she’d arrive and dance into my life
Like a music melody like a lovers song


Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful
and wild
Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful and wild


Through the darkest night comes the brightest light
And the light that shines is deep inside
It’s who you are


Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful
Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful,
beautiful
Oh tonight you killed me with your smile

so beautiful and wild so beautiful and wild
So beautiful and wild
So beautiful and wild

***************************************************************+

sábado, novembro 11, 2006

HOJE faz anos que NASCI

NERUDA

`*´

Para vocês é este o meu presente Hoje.

Etiquetas:

sexta-feira, novembro 10, 2006

Amor e Sexo

Gary Benfield
*

AMOR E SEXO
.
(Rita Lee / Roberto de Carvalho / Arnaldo Jabor)

Amor é um livro -
Sexo é esporte
Sexo é escolha
- Amor é sorte
Amor é pensamento, teorema
Amor é novela
- Sexo é cinema
Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa
- Sexo é poesia
O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epiléticos
Amor é cristão
- Sexo é pagão
Amor é latifúndio
- Sexo é invasão
Amor é divino
- Sexo é animal
Amor é bossa nova
- Sexo é carnaval
Amor é para sempre
- Sexo também
Sexo é do bom - Amor é do bem
Amor sem sexo é amizade
Sexo sem amor é vontade
Amor é um
- Sexo é dois
Sexo antes - Amor depois
Sexo vem dos outros e vai embora
Amor vem de nós e demora

*****************************
Esta letra para a canção da
Rita Lee
foi escrita por causa do livro com o mesmo titulo do
Arnaldo Jabor.

quinta-feira, novembro 09, 2006

Uma Voz - Michael Bublé

Etiquetas:

O SAMBA DO ACENTO

Vamos pôr os pontos nos is
Vamos já esclarecer as coisas
Eu vou atrás do til
dos teus quadris
que til e tal
cobra no areal
Eu vou atrás das formas
das tuas ancas (onduladas)
que até parecem o rasto
que uma cobra deixa na areia.
.
Eu sei que ponho acento grave em tudo
Pode ser interpretado de duas formas
ou que é uma pessoa grave
ou que é uma pessoa calma
porque o acento grave é virado para baixo.
.
Mas tu libertas o acento agudo
Ela excita-o
porque o acento agudo é virado para cima.
Por isso, o til que dás
nas ancas, é capaz
de me pôr a dizer
coisas sem nexo
lua
golo
aliás
gata no banco de trás
Ele fica de tal forma perturbado
e excitado que diz coisas sem nexo
num abraço circunflexo.
.
Dany Silva
Carlos guerreiro
Arnaldo Antunes
Vozes da Rádio
.

E O CD também é muito bom.

segunda-feira, novembro 06, 2006

As mulheres da minha Vida de Neil Simon


"AS MULHERES da MINHA VIDA”
.
Neil Simon conta-nos com a ajuda de António Fagundes e mais cinco excelentes actrizes, a história de um escritor de sucesso apaixonado pelo seu trabalho, mas com uma vida íntima cheia de conflitos, medos, memórias e armários com fantasmas, onde não faltam as mulheres da sua vida e que, são realmente, as mulheres da sua vida.
.
E não pensem que é uma história sobre um galã mulherengo ou um tipo que procura aqui e ali uma aventura.
.
É a história de um homem a que chamamos de meia idade e que, em conflito consigo mesmo, vê passar-lhe pelos olhos e pelos conflitos, as mulheres que lhe acompanharam os ditos... conflitos, lhe resolveram os ditos conflitos, o ouviram nos mesmos conflitos......
.
Claro que mulheres e conflitos andam sempre em simultâneo para os homens.
Ou eles não fossem homens e não conseguissem aceitar que as fontes dos problemas deles, são eles . Mesmo!
.
A peça está bem escrita. Leiam. E bem representada. Vejam.
.
A mensagem é fácil de apreender e cheia de conteúdo.
Provavelmente comum a muitos homens de meia idade.
Provavelmente...
.
Num mundo próprio, em que não dispensa nem sabe dispensar as mulheres, o personagem principal vê-se rodeado delas, absorvido por elas e, acaba por reconhecer que assim é, porque é ele que necessita delas... e porque sem elas nada consegue decidir,... e porque não aprendeu ainda a viver com elas nem sem elas.
.
Os seus regressos à infância por 3 ou 4 vezes, demonstram os medos mal resolvidos com a mãe, as culpas não afastadas pelo divórcio dos pais.
.
A imagem da falecida mulher a que apela constantemente para se desculpabilizar pelo acidente que esta sofreu aos 35 anos, surge-lhe quando se tenta confortar com um passado que nunca o ajudará a viver o futuro, como lhe diz a mulher actual.
.
Sem perceber que vai ficando só porque não sabe escolher o seu caminho, a certa altura face à tomada de posição da actual mulher que lhe diz que se cansou de ser uma menina bem comportada, como ele e toda a gente sempre a quis, confrontado com a verdade do seu egocentrismo pelo medo de enfrentar a realidade, afasta os fantasmas e a busca de respostas, até na psicoterapeuta e até na infância da filha .
.
E percebe que só ele pode resolver a sua vida.
E percebe que ... as mulheres da sua vida têm o lugar delas e não o lugar que ele sempre desejou que tivessem.
.
E que as pessoas não são, como diz a terapeuta, lenços de papel de que se serve quando necessita.
.
E que não pode prometer o que não cumpre, como lhe diz a imagem de 35 anos da mulher falecida e ressuscitada por ele sempre que lhe apetece.
.
E que a vida não é um jogo onde ele dita as regras como lhe diz a filha já mulher.
.
E... percebe pelo que realmente tem de optar sem se servir mais das mulheres da sua vida.
.
Vale a pena ir ver.
Mas agora.. só no Rivoli, no Porto.
.
ACCB.
P.S. : Curioso - Uma sala cheia... 80% mulheres....
.
Porque será que tantos homens não foram ao teatro?.
;)


domingo, novembro 05, 2006

O segredo da minha caixinha com 1 ano

No dia 3 de Novembro de 2005, pelas 14h00 ofereceram-me uma caixinha.
Uma caixinha com mil beijos.
Há presentes preciosos!
Este é um deles. É precioso sim....
Há presentes que nos dão desde meninos, ao longo da Vida, que nos deixam uma recordação permanente...
Lembro-me de uma caixinha de bombons com recheio que recebi um dia no Natal....
Era menina pequena, muito pequena, teria menos muitos anos...
Mas lembro-e e lembro-me da caixinha ser em vidro e de os bombons estarem embrulhados em papel celofane de cores brilhantes e transparentes... e de os ter saboreado um a um... de os ter partilhado também me lembro... e não mais esqueci a imagem e o sabor...
.
Lembro-me de livros de histórias cheios de fadas e gnomos... lembro-me que nem sempre as histórias acabavam bem....
mas não esqueço a magia dos mundos em que penetrava mal ainda sabia ler... ou mesmo não sabendo ler...
Com os olhos do tamanho do Mundo, percorria florestas e falava com seres que não existiam no Mundo dos adultos e que só os livros tinham dentro...
E era dentro deles que eu passava horas...
Mesmo que acompanhada pela minha Mãe...
a certa altura era só eu e os livros e os Mundos desses livros...
.
Lembro-me de uma boneca com quem me cruzei um dia numa das montras da Baixa Lisboeta.
Lembro-me de nos olharmos as duas e de ter pensado que podia ser minha....
Achei-a sózinha... diferente das outras.... seguia-me com o olhar...
Uma novidade na altura em que todas as bonecas tinham o olhar fixo não sei em quem, mas em mim não era...
Isso eu sabia eu bem...
E, para minha surpresa na Noite de Natal, algumas semanas depois, a boneca apareceu no meu sapatinho quando regressei da Missa do Galo...
Surpresa!!!
Ficáramos amigas desde o nosso encontro mágico e, agora, podiamos partilhar segredos e brincadeiras que as outras bonecas não entendiam.
Pelo menos podiamos olharmo-nos nos olhos quando conversávamos e ela seguia-me com olhar a toda a hora....
.
Lembro-me de uma outra boneca de música que alguém que hoje partilha a Vida comigo me ofereceu há cerca de 22 anos....
Pequenina...linda...também foi ao olhar para ela numa montra que me perdi...Ainda a tenho também...gosto do seu ar doce e do som musical que solta quando a quero ver dançar...
O gesto tocou-me até ao fundo da alma...Foi também um presente de Natal....
.
Há presentes que são mágicos... que são especiais....
Lembro-me de um CD que alguém me ofereceu num dia em que eu pensava tomar um decisão definitiva...
Lembro-me de que toda a música que ele continha era um resumo de um percurso que não era meu mas, de que eu, inevitávelmente fazia parte...
E cada letra, cada som , era um regresso ao passado e um encontro com o presente...
Lembro-me de o ouvir e de, entre sorrisos, as lágrimas me inundarem os olhos ...
E lembro-me de que adiei a decisão que me parecia ir ser definitiva...
.
No dia 3 de Novembro de 2005 recebi outro presente mágico.
Uma caixinha com mil pedacinhos preciosos de Vida...
Há destes presentes...
Ainda só tirei um pedacinho dos mil....tenho tanto medo de que se gastem que só tirei um....
E Saboreei-o....fechei os olhos e senti o calor e a maciez do seu toque...
Escolhi os meus lábios para melhor o sentir....
E sorri...sorri de felicidade
Sorri porque senti que a magia ainda existe embora eu não seja mais uma menina ou uma mulher de 30 e "poucos anos"...
.
E fechei a caixinha....quero saborear cada pedacinho no momento certo...
É uma caixinha mágica só para mim.... imagino-a vermelha, transparente....cheia de mil pedacinhos preciosos de Vida....
Só espero que a magia não se quebre...
Por vezes basta um gesto... uma palavra e a magia....desvanece-se... e temos vontade de tomar decisões definitivas....
.
Depois há uma música, uma letra, um reencontro com o passado que nos traz ao presente, uma magia de sentir... e voltamos a ser autênticos como quando recebemos presentes especiais e voltamos a acreditar no futuro...
Presentes mágicos....
Bombons de mil cores transparentes que se desfazem na boca.
Bonecas de música doces e pequeninas que parecem compreender todo o Mundo...
Bonecas de olhos profundos e curiosos que entendem tudo o que dizemos e não dizemos...
Livros que nos transportam para Mundos mágicos onde tudo é possível da forma mais difícil mas mais encantadora.
CDs cheios de Passado e de Presente e que permanecerão no Futuro...
E caixinhas mágicas onde se guardam Pedaços de Vida para nos lembrarem que a magia é real...
.
(5.11.05)
.
ACCB



Etiquetas:

quarta-feira, novembro 01, 2006

O Pacto para a Justiça II numa sala próximo de si


Não sei se já repararam mas, todas as Fitas têm o I e o II.
É o Sózinho em casa I e II.
O Rambo I e II.
A Múmia I e II.
Os Piratas das Caraíbas I e II...
.
E agora é o Pacto para a Justiça II.
Só que este promete ser melhor que o I.
Por vezes é assim . O realizador deixa o melhor para depois.
Aperfeiçôa-a... À Fita!
Podem ser os efeitos especiais, ou o argumento, ou escolhe melhores actores.
Por vezes é tão aperfeiçoado que o efeito é devastador.
Veremos... e será que há... verba para esta realização?
E será que vai haver realização?
Não é nada que não me tivesse ocorrido depois de ver o I.
É que parece-me, que o I não é nada sem o II....
Ou não lhes parece?!

Veja aqui o resto da notícia.

__________