CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

terça-feira, abril 15, 2008


HOJE É O PRIMEIRO DIA DO RESTO DA TUA VIDA. FELICIDADES.

"Por vezes tem-se dificuldade em lidar com a «idade», em aceitar que a vida tem um principio e um fim, que houve um Tempo que, inexoravelmente, passou e essa dificuldade tornar-se-á, ainda, mais difícil de superar quando acompanhada do sentimento frustrante de que coisas houve que se poderia ter sido/vivido e não se foi/viveu, tantas vezes mais por culpa/inércia própria, do que por causa dos outros ou de falta de sorte na vida.

E nesses momentos de confronto com a «idade», ocorram eles mais cedo ou mais tarde, nesta ou naquela circunstância, em vez de se ter a única atitude sensata de se cantar com Sérgio Godinho «hoje é o primeiro dia do resto da minha vida» e viver-se em conformidade, mergulha-se num exercício de nostalgia do passado e de exorcismo/vingança da «idade» que curvará, em que tudo nesse passado terá passado a ser bom, mesmo que na altura, assim, não tivesse sido sentido, ao contrário do presente.

Talvez isso explique, pelo menos, em parte, o «alarido» que a recusa de uma adolescente em se ver despojada do seu telemóvel por parte da professora provocou.

Ontem haveria respeito pelos professores, autoridade, etc., era-se outra juventude, com valores, mais sadia… hoje não será assim, «rasca», violenta…

Tal como já no tempo dos Beatles outros mais «velhos» que os «velhos» que, entretanto, passaram a ser, acusavam estes, por usarem cabelos compridos, de «maricas», em oposição aos «homens» que eles teriam sido!

-
LUÍS GANHÃO ADVOGADO
-
Em tempo: - O livro supra aconselho a alguns homens de meia idade.
"Este livro teve início quando eu me separei, nos meus exatos 40 anos. Aí tive de "nascer de novo". Com muita luta e obstinação , todas as conquistas vieram como que premiando o esforço da fé. Diário de um homem de meia-idade revela, em si, as atitudes típicas e divertidas do macho desta faixa etária. Do pai de imensurável paixão pelas filhas. Da dificuldade para se tornar um atleta na idade tardia. Das alegrias e conflitos do médico diante do paciente. Da intensa indignação diante de roubos: ao tesouro, no berçario, até a nossa dignidade. Mais que tudo isso, este diário relata a crença e a prática de valores familiares, como trabalho duro, integridade, sacrificio e honra, tão carentes na nossa elite. Que ninguém pense em encontrar nele uma auto-ajuda instantânea ou uma maneira fácil de ganhar dinheiro. Este livro, ora de maneira dramática, ora de maneira bem-humorada, foi feito para tocar as emoções de cada um e levar o leitor à reflexão interior de sua própria vida. - Solimar Moisés.

12 Comentários:

Blogger Statler disse...

Define-me meia idade para saber onde a minha ficou e então poder-te contar umas quantas histórias de vida.

15 abril, 2008  
Blogger Rizzo disse...

SHTATLER stubidou duu quié que fajes pa qui???? shtou fasrchto dje tche plocurrar, vvvélhiou djanado.

15 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

OH pessoal... vá lá.. este é um Blog que pretende ser sério.

15 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Meia Idade?
A minha eu sei onde é. A a dos homens depende das cabecinhas deles.
Sério
Qto às lições de vida estou sempre atenta. Sério!

15 abril, 2008  
Blogger Statler disse...

Andas muito séria para o meu gosto!!!
Andas, andas...

15 abril, 2008  
Blogger Statler disse...

(gosto do RIZZO, fazia uns panadinhos com ele)

15 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

A Sério???

Cuidado com o Rizzo , parece-me um cozinheiro sério.

15 abril, 2008  
Blogger Apache disse...

Eu e essa fulana (a meia-idade) temos um péssimo relacionamento, acho que já só se resolve "na marra".

16 abril, 2008  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

A meia idade deve ser aquela em que sentimos que já vivemos metade a prepararmo-nos para viver a outra metade e, finalmente percebemos que já não fazemos na próxima metade o que poderiamos ter feito na primeira e que é ridiculo tentar fazer o que não fizemos.
Lixado não é?

16 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Apache- Na marra então. Qdo tem de ser...tem muita força!
;)))

19 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Pecador...
Não sei. Não sou homem. Mas imagino que sim Pelo que vejo por aí! ;))

19 abril, 2008  
Blogger Richard disse...

ei pessoal eu sou autor do livro , acimam citado, coloqui o título diário de um homem de meia idade porque compreendia o meu período de 40 a 48 anos e não acredito que normalmente as pessoas vivam mais que 80 a 96 anos. meu livro a seguir , chamado Dicionário Politicamente incorreto é um livro o qual voces darão muito mais gargalhadas porque é o primeiro neste estilo no Brasil, modifiquei o sentido de 4200 palavras. meu email é Anaresol@hotmail.com e orkut é Richard Fox(Goiânia)
atenciosamente Solimar Moisés

22 junho, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________