CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quarta-feira, novembro 28, 2007



Ainda a propósito de carros sujos e homens burros, lembrei-me deste pedacinho da insustentável leveza do ser de Kundera.



"Num curto espaço de tempo, conseguiu, portanto, desembaraçar-se de uma mulher, de um filho, de uma mãe e de um pai.


Só lhe ficara o medo das mulheres.

Desejava-as, mas elas atemorizavam-no.
Entre o medo e o desejo, arranjara um compromisso; era aquilo a que chamava «amizade erótica».
Dizia peremptoriamente às amantes: só uma relação expurgada de todo e qualquer sentimentalismo, só uma relação em que nenhum dos parceiros se arrogue qualquer direito especial sobre a vida e a liberdade do outro, pode fazê-los felizes a ambos.

Para se assegurar de que a amizade erótica nunca se deixaria vencer pela agressividade do amor, espaçava intencionalmente os encontros com as suas amantes permanentes.
Este sistema dava-lhe a possibilidade de nunca romper com as amantes e de tê-las em abundância.

Nem sempre era bem entendido. De todas as suas amigas, quem o entendia melhor era Sabina, uma pintora.

Esta dizia-lhe: « Gosto muito de ti porque és precisamente o contrário de Kitsch.
No reino do Kitsch, tu eras um monstro.
Num filme americano ou num filme russo nunca passarias de um caso repugnante.»

__________
Milan Kundera, A Insustentável Leveza do Ser

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger Apache disse...

Hum... Acho que desta vez, falhou o alvo :)

29 novembro, 2007  
Blogger 100anos disse...

Sabe que mais, Cleópatra ?
V. é incorrigível.
Apetecia-me ser crocodilo e surpreendê-la numa das suas banhocas no Nilo.
Que grande mordidela !

29 novembro, 2007  
Blogger JM Coutinho Ribeiro disse...

Comentário só para comentar: o meu carro precisa de ser lavado. E eu sou burro. Mas eu também não tenho nada a ver com o assunto. A não ser o carro sujo e o ser burro :-)

29 novembro, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Ai os homens! - sorriso

29 novembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________