CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quinta-feira, maio 01, 2008

Hoje apetece-me escrever em voz baixa.

Já alguma vez vos deu para escreverem em voz baixa? Baixinho, num murmúrio, como uma Avé Maria que se reza ao pôr do sol ao som dos sinos da igrejinha do adro numa tarde de alentejo?!

Hoje apetece-me escrever em voz tão baixa que não oiças nunca mais o que tenho para dizer.
Escrever em voz tão baixa que o traçado da caneta no papel apareça esbatido, como se a tinta tivesse mil anos...
Escrever em voz tão baixa que só possas ler o que escrevo quando eu morrer....
Será que se pode escrever em voz baixa?
Quem ama pode tudo. Até esconder-se nas letras que escreve em voz baixa e desaparecer na escrita como um pequeno ponto final ou três pontos plenos de reticências...

Hoje apetece-me escrever em voz baixa porque há três dias que ando a escrever um texto em voz muito alta.
Estou cansada...Acho que vou dormir depois de escrever em voz baixa.
-
ACCB

Etiquetas:

12 Comentários:

Blogger Catarina Alves disse...

Claro que se pode...

Escrever como se segredasse-mos ao ouvido... escrever "baixinho" o que nos vai na alma para que ninguém saiba. Escrever "baixinho", porque estamos cansados demais para escrever normalmente, ou porque nos sentimos pequeninos. Ou porque os sentimentos já são altos demais...

Na escrita, tudo é possível... mesmo gritar baixinho...

Beijinho

Nani

01 maio, 2008  
Blogger expressodalinha disse...

Bela fotografia e belo texto, muito intimista e feminino.

01 maio, 2008  
Blogger Apache disse...

Aqui ouviu-se. Bons sonhos.

02 maio, 2008  
Blogger Jorge C. Reis disse...

Num sussurro.
É doce, é terno, com meiguice serena.
Em voz baixa, que bom !
Mas quando se ama e se é amado apetece gritar.
Gritar ao mundo que se é feliz.

02 maio, 2008  
Blogger OUTONO disse...

Amar e escrever.
Escrever e amar.

Dois bons títulos para um livro de amor.

"Sussuros de aparo no papel
Gotas de tinta azul real
Sonhos...lembrando-me mel
Palavras de amor natural!"

By OUTONO (1990)

Beijinho !!!

02 maio, 2008  
Blogger Miguel Barroso disse...

Gosto de sonhar em voz-off.

A SEIVA

02 maio, 2008  
Blogger Rodolfo N disse...

Claro que se puede...
"Falem baixo, por favor
Prá que ela acorde alegre como o dia oferecendo beijos de amor..."
De Vinicius de Moraes (A felicidade).

Beijos!

03 maio, 2008  
Blogger LUA DE LOBOS disse...

e beijar em voz baixa? tão baixinho que se ouve o bate-que-bate dos nossos corações...baixinho...

03 maio, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

E olhar em voz baixa???

E tocar em voz baixa....?

03 maio, 2008  
Blogger Catarina Alves disse...

O olhar não precisa de voz... ele fala por si.

...

03 maio, 2008  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

"Quem ama pode tudo. Até esconder-se nas letras que escreve em voz baixa e desaparecer na escrita como um pequeno ponto final ou três pontos plenos de reticências..."

Que bonito.
E a Catarina tem razão. O Olhar não precisa de voz.

04 maio, 2008  
Blogger Narrador disse...

E falar escrita de alto? Suprema?

04 maio, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________