CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quarta-feira, março 19, 2008

-
-
Sarah Miles (Julianne Moore) é casada com Henry (Stephen Rea), um homem que ela ama mas com quem não partilha momentos de intimidade. Quando conhece Maurice Bendrix (Ralph Fiennes - o actor do Paciente Inglês), os dois sentem uma atracção quimica fulminante um pelo outro, iniciando um romance sem sentido e sem explicação.

A sua paixão é devastadora como os bombardeamentos à sua volta, até ao dia em que Sarah desaparece misteriosamente da vida de Maurice.
Sem explicar porquê ...sem dizer adeus.

Dois anos mais tarde, Maurice encontra Henry que lhe confessa desconfiar que a sua mulher o trai.
Movido pelos seus próprios ciúmes Maurice, o louco apaixonado por Sarah a quem ainda ama, ansioso por descobrir o mistério que rodeia o fim do seu romance com ela, concorda ajudar o marido de Sarah, também seu amigo

A sua investigação não só faz sedimentar o seu amor por Sarah como o leva a descobrir um terrível segredo que mudará as suas vidas para sempre...

Um dia, em que o lugar em que estavam ambos tinha sido bombardeado, Maurice ficou ferido e às portas da morte.
Sarah que nunca se agarrara a Deus para nada, desesperada com a morte de Maurice faz a promessa de que nunca mais o verá renunciando ao seu amor caso ele não morra.
Acreditando que o seu sacrificio salvará Maurice , desaparece definitivamente da sua vida.
-
Entretanto a depressão que a assola pela separação que a si mesma se obriga, leva-a a adoecer gravemente
Porque não quer que ninguém saiba da sua doença consulta o médico em segredo duas ou três vezes por semana mas na casa deste e não no consultório.

Maurice e o marido procuram descobrir quem é o estranho homem que ela visita em sua casa.
Henry é o primeiro a descobrir que a mulher está a morrer. E a descobrir o caso com o seu amigo Maurice, e a descobrir que naqueles dois anos ela apenas procurou um médico em segredo.
Arrependido e cheio de amor por Sarah, Henry chama Maurice para ficar com ele à beira do leito de morte de Sarah reconhecendo-lhe assim o direito a amá-la tanto quanto ele ou mais.
-
Uma história muito bonita que vi há muitos anos. Um fime longo que vale a pena rever. Com referências históricas e valores humanos como o altruísmo, o sacrificio, o perdão e sentimentos verdadeiros como o Amor.
-
O filme é do aclamado realizador Neil Jordan
-
ACCB

Etiquetas:

11 Comentários:

Blogger Cabral-Mendes disse...

estamos cá uns cinéfilos...

19 março, 2008  
Blogger Fernando disse...

"The End of the Affair" a passagem para filme do livro Graham Greene, uma das obras sublime do romance ocidental.

Uma interrogação sobre o destino humano na fronteira do seu próprio destino.

Profundidade, realismo sentimental, um filme simplesmente perfeito.

Uma boa escolha para ver numa noite de chuva.

(Não te esqueças das pipocas....)

Um beijo
Fernando

19 março, 2008  
Blogger DarkMorgana disse...

Amores destes...só mesmo em filmes!
Fiquei curiosa!

Jinhos

19 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Vale a pena ver Morgana. Ainda há amores assim Há quem os saiba... há quem nunca os reconheça. Bj amiga. Saudades de te ter por aqui:

19 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

OLá Fernando! Conheces! É sublime sim.

Gosto de pip+ocas. Mas num filme como este tenho mesmo é de levar os pacotes,repara - pacotes - de Klennex

19 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Morgana, Tens de ver "Amor em tempos de cólera" Estreia amanhã num cinema bem perto de ti...
Li o livro do Gabriel duas vezes...não sei quantas xs irei ver este filme.
Pois é... almas românticas...
Lá vou eu levar os Klenex em vez das pipocas!

19 março, 2008  
Blogger Aran disse...

Este não vi... mas há pouco tempo fui ver "Expiação"... interesante tb...
Um dia destes tenho que ir ver "P.S., I Love You"... parece-me tb um um enredo interessante... se ainda o apanhar....
Jinhos

20 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Vê este Aran Aconselho mesmo. Talvez no clube de vídeo o encontres ainda.

Este PS I Love you que por aí anda é mórbido na minha opinião.

E a Expiação é um excelente filme para quem é da área do Direito principalmente.
Para mim, fala de como alguém pode ser condenado por um depoimento que julgou mal.
Repara Aran, não por um juiz que julgou mal.
É por isso que é preciso saber ouvir, saber ver, saber esperar....

20 março, 2008  
Blogger Aran disse...

Ela fez um depoimento em prol da vingança... um depoimento errado e inconsciente que carregou como castigo para o resto da vida dela... ;)

20 março, 2008  
Blogger Aran disse...

E claro que é preciso saber ouvir, saber ver, saber esperar... e qd sentirmos muito baralhados... é preciso conversar... ;)

20 março, 2008  
Blogger Júlia Moura Lopes disse...

Também adorei o filme!, que já vi há uns 6 anos,talvez...

gostei tb do seu blog :-)

28 março, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________