CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

sábado, março 15, 2008


RAUL SEIXAS
-
( Estória sem Principio nem fim )

12 Comentários:

Blogger £oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Gosto de histórias assim, onde o fim se confunde com o principio -do fim.

(é no meio que está a virtude?

15 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

A histórias sem princípio nem fim só terão meio???

Ou, as histórias sem princípio nem fim não têm meio de ter meio??

E tendo meio terão virtude?
E ao terem virtude será um meio de não terem fim?

Olha, não sei mesmo.

15 março, 2008  
Blogger Fernando disse...

Essa estória poderia bem ser a minha.
Ab imo corde
Beijo
Fernando

15 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Ou Ab aeterno Fernando?

15 março, 2008  
Blogger Fernando disse...

Tens razão Cleópatra, desde a eternidade.
Beijo
Fernando

15 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

E ao que parece para a eternidade.

15 março, 2008  
Blogger Aran disse...

São raros... os que o percebem, mas que existem... existem! ;)
Jinhos

15 março, 2008  
Blogger DarkMorgana disse...

Parece-me mais uma estória com muito princípio e muito fim!

Jinhos

15 março, 2008  
Blogger Aran disse...

Et voilá!!!! ;)

15 março, 2008  
Blogger M@nza disse...

Começou a escrever e foi até ao fim, mas logo percebeu que todo o fim é provisório pois abre a porta a novos princípios. Assim é a escrita, assim é a vida. Sem princípio e sem fim.

16 março, 2008  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

É como diz o Fernando, Morgana: "Até à eternidade". Porque, há estórias que começam não sei onde,e acabam não sei quandoou melhor, nunca acabam ou não acabam nunca.

16 março, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

"Começou a escrever e foi até ao fim, mas logo percebeu que todo o fim é provisório pois abre a porta a novos princípios."

É isso mesmo Manza.A escrita abre as portas a todos os princípios e todos os fins...

16 março, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________