CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

terça-feira, abril 01, 2008

Divórcio à la minute!!
- (Tirada daqui)

"À LA MINUTA" É UMA COISA FABULOSA!!!!!!!! Adoro este tipo de coisas, que nunca se deveriam perder! Bom Click!!!! ************ E já está.

Agora é assim com o divórcio.
De manhã acordamos assim como que virados para o lado direito e, vai daí, olhamos para quem dorme na mesma cama e pensamos:
- Estou farta de o ver dormir de boca aberta! Baba a almofada toda. Que coisa!! Há uns anos que é sempre o mesmo!
Ou:
- Que mania que ela tem de pôr uma perna por cima de mim quando dorme. Abafa-me todo. Estou farto de dormir abafado! É sempre a mesma!
-
Mas também pode acontecer não gostarmos da forma como o nosso partenair põe a cesta dos talheres na máquina de lavar loiça, ou da mania que ele tem de deixar a tampa da sanita para cima em vez de no lugar, ou da mania que ela tem de lavar os dentes e deixar o copo (dela !!) todo branco de pasta dentífrica ...

É. E então, é só pensar. Acabou. Vou-me divorciar . Já chega!
Basta de almofada babada, basta de perna em cima de mim, basta de talheres ao contrário, basta!!!
-
Claro que ninguém se divorcia por estas razões. Mas são as coisas pequenas que levam ao divórcio E, muitas vezes, são os nossos próprios problemas ou fraquezas e não só os do nosso conjuge, que nos levam a tomar uma "atitude".
São os nossos silêncios e não as nossas iras.
A raiva, a dor, a desilusão ou a ambição de querer o que não se tem e tanto se quis.

O casamento não é um mar de calmaria ao Luar de Verão. Tem tempestades e tem interrogações. Mas na hora da interrogação não pode haver impulsos nem nada deve facilitar os impulsos.

Certo que 3 anos de espera ou de repensar impulsos é MUITO TEMPO!!! É tempo demasiado!! Tempo para chantagens. Tempo para estratégias. Tempo para mais sofrimento.

Mas,... como diz o Povo : "Nem tanto ao mar, nem tanto à terra."
-
ACCB

PS:- Ando preocupada. Cá em casa há quem concorde com este "à la minuta" !

9 Comentários:

Blogger JM Coutinho Ribeiro disse...

Se quer saber, eu também defendo o divórcio a la minuta. Porque também já percebi que o casamento é, cada vez mais, a la minuta. Antes de perceber que o casamento é assim, eu era contra o divórcio (ao ponto de ter ido pedir desculpa a Deus, na igreja, no dia da minha segunda conferência de divórcio). Confiava no amor, nas amizades que davam substância ao amor, na tolerância. Hoje já nada é assim. Logo, defendo o divórcio unilateral, sou contra o casamento (sobretudo com comunhão de adquiridos), defendo os casais não devem gerar crianças que, mais cedo ou mais tarde, se tornam infelizes e espancam professores e roubam carros e por aí além.
Pensemos bem. O mundo que imaginámos já não existe e, para além disso, somos todos um bocadinho hipócritas quando alardeamos o contrário.

(E, minha cara Cleo, está na hora de deixar de babar a almofada, de pôr a perna por cima e de colocar os talhares\ao contrário :-) :-)

01 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

LOL!!

AH! E outra coisa; vocês homens são todos muito rápidos a concordar com esta rapidez. Pois!
O que vale é que nós pensamos, uma, duas, três vezes...

É.

01 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Lá vem chuva!!!!

01 abril, 2008  
Blogger M@nza disse...

Então a Cleo diz-nos que as mulheres pensam uma, duas, três vezes. Agora percebo porque a Legislação do divórcio indicava três anos. Seria para as mulheres pensarem?? LOL
A legislação actual com o "prazo" encurtado para 1 ano é mais razoável porque, como a Cleo disse: "É tempo demasiado!! Tempo para chantagens. Tempo para estratégias. Tempo para mais sofrimento."
Bjo

01 abril, 2008  
Blogger Aran disse...

Pois é... um mar de rosas, com certeza que não é!
Tem altos e baixos... segredos por desvendar... sorrisos e lágrimas... gritos e silêncios... partilhas e concessões... liberdades e prisões... ;)

Jinhos

01 abril, 2008  
Blogger OUTONO disse...

A situação é simples.
Para casar...é já...agora!
Para divorciar...três anos no mínimo. Absurdo.

Receita:
Para casar, primeiro tira-se o estágio, depois "faz-se o exame", e o diploma (casório) só virá, quando se "fizer bem o puzzle". Três anos no mínimo...depois se quiser casar...deverá ser comprovadamente pensado, ou então ...divórcio (perdão) separação simples, sem papelada, ou até fotos à la minute, ou polaroid...como queiram.

01 abril, 2008  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

Sim. Três anos é muito tempo para quem não quer mais viver com alguém ao lado. Dormir com alguém ao lado.
Pensar três anos para quê? Para dar lugar a chantagens? Misérias? Choros e cenas?
Quando alguém não quer mais viver com alguém para quê sujeitá-lo a puxa para lá e para cá. Mais vale 1000 vezes estar só na Paz de Deus que ter de ouvir, cheirar, olhar para alguém que nos deixa absolutamente esvaídos.
Não Três anos é muito tempo sim. E quem sai já sabe que quer sair. Não sai com muitas dúvidas. Se não volta é porque não quer mesmo voltar.
Quem volta é quem ama.E quem ama volta antes.

01 abril, 2008  
Blogger Aran disse...

E lá está o ditado: "mais vale só do que mal acompanhado!"

Ah, mas tb existem aqueles que pensam e não "saem" por comodismo... Mas va lá, que hoje em dia já não se acomodam como o antigamente... nem por sombras!

02 abril, 2008  
Blogger Cleopatra disse...

Ui Aran! Há por aí tanto comodismo!!
Ou por razões patrimoniais ou por outras.
E também há os que não têm coragem
E há os que não têm razão. ;)

02 abril, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________