CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

sexta-feira, junho 08, 2007


Não podemos negar que ultimamente temos vindo a assistir a uma vaga de violência por parte de animais que são considerados raças perigosas e que, quer queiramos quer não ,são na verdade perigosas. Os chamados cães assassinos.
E que, se continua a assobiar para o lado quando existe legislação para observar.

A Responsabilidade de ter um Rottweiler ou um Pitbull é grande , mas "toda a gente" que tem um cãozinho destes ou um Pitbull, diz que o tem porque gosta do cão, porque o cão é manso, porque o cão é..etc , etc, etc.

O que é certo é que no Tribunal me aparecem um certo tipo de pessoas, com um certo tipo de actividades e, não quero generalizar, que têm para esses efeitos este tipo de animais.
E servem-se deles para cometer crimes e para os proteger nas suas andanças menos legais.

O proprietário de qualquer cão é sempre civilmente responsável pelos danos que o mesmo possa provocar a terceiros. Mas parece que se esquecem disso.

Embora esta premissa se deva aplicar a qualquer raça, os cães de grande porte, nos quais se inclui o Rottweiler, dado que potencialmente poderão causar danos de maior gravidade, exigem um cuidado redobrado por parte dos donos.

De facto, todas as tristes histórias que se conhecem acerca da agressividade de Rottweilers ou Pitbulls devem-se sobretudo à negligência, incúria ou à má formação dos donos.

Mas, não neguemos e, não ignoremos, que alguns donos se servem deles exactamente para praticar actos que são crime.

AH! Eu gosto de cães.
Juro que gosto.
Muito mais que de gatos.
Mas...deixemo-nos de ser anjolas. Está em causa a segurança de todos nós. Há que responsabilizar os donos destes animais.


DEC.-LEI Nº 312/2003 - Estabelece o regime jurídico de detenção de Animais perigosos e potencialmente perigosos como animais de companhia. (Necessita de Acrobat Reader para ver o Documento)


DEC.-LEI Nº. 276/2001 (Alterado parcialmente - vide D.L. 315/2003 e 312/2003) – Estabelece as normas legais tendentes a pôr em aplicação em Portugal a Convenção Europeia para a Protecção dos Animais de Companhia e um regime especial para a detenção de animais potencialmente perigosos


DEC.-LEI Nº. 338/99 – Aprova o Regulamento de Identificação, Registo e Circulação de Animais. Revoga o dec.-lei nº.245/96, de 20 de Dezembro, e as Portarias nºs. 262/91, 121/92 e 243/94, de 3 de Abril, de 26 de Fevereiro e de 18 de Abril, respectivamente.

PORTARIA 422/2004 - Determina as raças de cães e os cruzamentos de raças potencialmente perigosos.

Etiquetas:

9 Comentários:

Blogger M@nza disse...

Ola Cleo
Olha que existem por aí muitos outros "animais" tão perigosos ou mais ques estes e têm duas pernas, desculpa, patas.
Estão sempre à espera de atacar os mais necessitados, lançando-os na miséria enquanto eles se vangloriam com grandes festins.
tenho dito!
Arranje-se também legislação para este tipo de animais.

08 junho, 2007  
Blogger ferreira disse...

Excelente post, Cleo.
Generalizar é, por vezes, ingrato.No entanto e na verdade conheço algumas pessoas «de vista» que possuem essas raças de cães.São muito « Machos »;
Eu prefiro felinas:)

08 junho, 2007  
Blogger LUA DE LOBOS disse...

é nestes casos que parecem de pequena(???) importancia que se vê o grau de civilidade em que se encontra o país.
para quando a suspensão das lutas de cães?
para quando uma protecção eficaz para os animais?
para quando uma legislação apicada quanto à responsabilidade dos donos?
porque tal cão tal dono!!!
basta olhar para o dono e logo se tira o retrato do cão...
já tive várias raças de cães em toda a minha vida e nunca eles foram problema para ninguem e sempre foram bem grandes.
maria

08 junho, 2007  
Blogger arsene lupin disse...

Para quando uma investida da ASAE à verificação das condições, licenças e tudo o mais, para que estas raças de cães façam menos vitimas, sim porque ataques aos pescadores de Setúbal, dizendo que o peixe não estava em condições de ser comercializado, e depois darem a não sei quem, é fácil!!

08 junho, 2007  
Blogger Cabral-Mendes disse...

Concordo com o Ferreira: prefiro as "felinas"...

09 junho, 2007  
Blogger Apache disse...

Também gosto mais de cães que de gatos. O mesmo não se aplica às gatas.

Em geral não simpatizo com animais geneticamente modificados, o Pit bull é mesmo feio, não sei como se pode gostar de um cão assim. Já os Rottweiller com que me tenho cruzado são simpáticos.
Não sei se ultimamente tem havido mais “incidentes” com este tipo de animais, ou se hoje os “mídia” lhes dão mais destaque, mas que muitas vezes os donos destes animais são negligentes, não tenho dúvidas.

Já agora, o anexo da Portaria nº 422/2004 está completo? Não faltam aqui vários cães “pouco recomendáveis”?

09 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Tem havido mais incidentes sim. Individuos que se servem de cães deste género para atacar e....agredir, chegando a matar, outros.
Lutas de gangs.
Em POrtugal??
Sim sim.

O anexo da portaria... é...parece-me que não está completo não.

Há para aí uns de duas patas também.A começar por alguns donos!

09 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

A Lua de Lobos tem razão. Os cães fazem aquilo para que estão treinados. SEndo certo que alguns, o fazem aos donos.
Será instinto também?

09 junho, 2007  
Blogger Apache disse...

Estava-me a referir aos de 4 patas. Lembrei-me do cão de fila de São Miguel, tido como um dos mais ferozes cães de luta. Mas (não dominando, nem de longe, o assunto) creio que há mais raças de cães geneticamente modificados que não constam da lista e entre as raças produzidas em laboratório, quase todas são de cães de fila.

10 junho, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________