CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quarta-feira, novembro 14, 2007


Sinto-vos quando aqui chegam e só espreitam.
Sinto que olham e saiem porque não tem nada.
Sinto, porque não me deixei aqui.
Apenas me deixei um pedaço de mim, de fugida, ou figidia. Uma forma de vos dizer estou,..mas ausente.

Sei que gostam de me ler. Mais a mim que ao que escrevo. Sei que gosto que me leiam. Cada um tem as suas vaidades. Não gosto de passar por passar, ou de deixar a minha marca por deixar, mas, a Vida exige tempo, e espaço e eu, vou tendo de estar em todo o lado.
Os lados são muitos, nem sempre os que eu mais desejo ou gostaria. São variados e todos exigem de mim que me dê por inteiro. E eu não me sei dar de outra forma.

Dizem os psicólogos que nunca nos devemos dar por inteiro e que devemos aprender a dizer não. Talvez seja a palavra que menos pronuncio a não ser profissionalmente.

Porque também a pouca gente digo sim E porque quando digo sim é sempre sim. Inimaginável mudar para um não.
Quero com isto dizer , que vos gostaria de deixar um texto sentido mas hoje não.

Hoje e alguns dias , não.
Coisas ...Mau feitio....conselhos errados que sei que seguirei por muito pouco tempo. E não pensem com isto que ando a caminho do psicólogo. Por acaso até tenho curiosidade em testar quem precisa mais de... se eu do psicólogo, se o psicólogo de mim...Eh eh eh eh

Mas hoje, não,..
Falta de alma ou capacidade de a dar.
Hoje e alguns dias não.
-
ACCB

Etiquetas:

12 Comentários:

Blogger Ni disse...

Escrevi um (longo) comentário e... quando carreguei na tecla 'publicar...'.... surge um simpático aviso a dizer que ocorreu um erro... bláblá... e apagou-se tudo... olha... 'há dias em que realmente NÃO'...

...

Beijito

14 novembro, 2007  
Blogger Maria disse...

Então é uma causa justa: o psicólogo precisa de ti, hehehehehehehe

Melhores dias virão....

Beijo

14 novembro, 2007  
Blogger Cabral-Mendes disse...

Texto introspectivo hem?

Muito sentido creio bem, muito verdadeiro... aliás como sempre... mas este muito intimista...

Damo-nos muito e às vezes chamuscamo-nos... é o risco de viver...

Tem razão quando diz que falta tempo... oh se falta! Como gostaríamos de poder reflectir com calma, transpor para o papel aquela ideia... mas o Tempo foge-nos... como este comentário, que gostaria de aprofundar mas... o Tempo...

15 novembro, 2007  
Blogger £oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Hoje, hoje deixo um beijo, nos outros dias nem isso.

15 novembro, 2007  
Blogger Rodolfo N disse...

Algunos días no...
Algunos días el alma está inerte y el pensamiento duerme, pero en otros brilla con luz que encandila.
Muy bonita tu reflexión
Beijos!

15 novembro, 2007  
Blogger Apache disse...

Não senti falta de alma, nem de capacidade de a dar, ao lê-la senti chegou aqui um pouco dela.

15 novembro, 2007  
Blogger Amaral disse...

Mesmo que por aqui passem, de fugida, levam sempre um pouco de ti.
É verdade! Nem que seja apenas uma palavra... duma frase qualquer.
Mas o que se escreve deve ser para se ler. Só assim faz sentido um comentário que se deixa. Não como aviso duma visita, mas como efeito da mensagem...
Este teu exemplo que, como dizes, não é um "texto sentido"... acaba por conter a mensagem... aquela mensagem que fica no "ouvido", ainda que através duma qualquer frase perdida...
... E lembra que o "sim" só existe, porque foi inventado o "não"! O que significa que ambos são importantes e nenhum deveria ser imutável, dentro da nossa capacidade de discernir...

15 novembro, 2007  
Blogger António Lisboa Gonçalves disse...

Passei, espreitei e gostei, como sempre!
bjs

15 novembro, 2007  
Blogger Entre linhas... disse...

Existem dias em que a maré corre ao contrário dos pensamentos estes tornam-se completamente divergentes e generalizados..
Bom fim de semana
Bjs Zita

16 novembro, 2007  
Blogger Fernando disse...

A oportunidade que tenho de ler as tuas palavras constitui para mim um previlégio. Gosto de te ler...
Desejo-te um bom fim-de-semana.
Beijo

16 novembro, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Sabem o que concluo depois de vos ler?
Que é bom saber que me lêem, mas, que detesto a forma como deixamos que o tempo nos controle.
O Tempo é um tirano ou deixamos que nos tiranize?
Eu acho que é mais a ultima
Bj para todos.
E como já viram resisti pouco à fúria da falta de tempo.
O tempo a mim não me tiraniza
Não tenho tempo para ter falta de tempo.

17 novembro, 2007  
Blogger redonda disse...

Bem, este pareceu-me um texto muito sentido e verdadeiro.

19 novembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________