CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

segunda-feira, junho 25, 2007


Não tenho escrito com a alma.
Eu sei que não tenho escrito com a alma.
No fundo, é uma forma de ponderar, igual à do CR.
Ponderar se fico ou se vou com as aves.....
Apetece-me ir e apetece-me ficar.
Há alturas na vida em que escondemos a alma.
Não sei porquê,... acho que nunca o tinha feito...
Mas, esconder a alma será um defeito, uma necessidade, um refúgio ou uma defesa...
Eu não gosto de esconder a alma.
Violenta-me essa forma de estar na Vida.
Esconder a alma é uma fuga.
Um fechar de olhos ao que não queremos que saibam que encaramos, que vemos, que sentimos.
Eu não quero esconder a alma, não quero não voltar a escrever com a alma...
Faz-me falta escrever com ela....É-me vital escrever e ler a alma...
Que faço?
Fico ou vou com as aves?
ACCB

Etiquetas:

9 Comentários:

Blogger JM Coutinho Ribeiro disse...

o melhor é ficar e esperar que a alma volte às palavras :-)

25 junho, 2007  
Blogger cvarao disse...

grande foto!

25 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

26 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Ficar... e esperar que a alma volte às palavras....Ficar....esperar...Humm não sei se isso é para a alma.

26 junho, 2007  
Blogger HarryHaller disse...

O melhor é ficares com alma dentro.
Até que as aves não têm supostamente alma.

Fernando

26 junho, 2007  
Blogger João disse...

A alma não tem sítio, ou lugar forma ou espécie, a alma é a vida a despolelar, em mais vida, é um paraíso ou inferno não importa desde que nos diga
Não é feita de carne nem de espírito tem muito de ar e paixão, bocados de céu e de chão,é um querer ficar e uma palavra a dizer não

26 junho, 2007  
Blogger M@nza disse...

As aves vão e vêm num circuito migratório que as impele a regressar ao ponto de partida.
Tenho a sensação que a Cleo está naquela fase em que sente necessidade de "migrar" porque o seu instinto migratório a leva a isso, mas... acabará sempre por regressar.
A minha resposta é para que faças o que o teu instinto "migratório" te aconselhe e.... regressa rápido amiga

26 junho, 2007  
Blogger Apache disse...

Boa proposta, a do Manza!
Também não tenho escrito nada com a alma. Terá ela ido com as aves e eu fiquei?! Seguindo o raciocínio do Manza, talvez ela volte.

27 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

O meu instinto migratório...hummm
Anda por aí uma conjugação astral que me obriga a migrar....

Hummm as aves não têm alma.
Algumas, procuram-na em vão.
Não sei se algum dia a vão encontrar, ou se a encontraram e perderam dela...

Vou ver o que faço.
Vou ver....
Bj

27 junho, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________