CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

domingo, junho 24, 2007

Este Homem - Manuel - escreveu um texto lindo a uma mulher que faleceu com 47 anos. -Adeus a um Anjo...

Não deixem que as mulheres que amam morram sem saberem o que sentem por elas.
Vale a pena ler.
E eu que não gosto de touradas, pela simples razão de que não gosto daquelas farpas que ferem o touro ... Mas gostei deste texto, escrito por alguém que gosta das ditas, e da forma sentida como lembrou uma mulher... a quem amou e, ao que parece, ainda ama.

-

Etiquetas:

9 Comentários:

Blogger António Lisboa Gonçalves disse...

Cleo:
O Manel é seguramente um ser humano fantástico (digo-o sem o conhecer pessoalmente ), o que escreve é de uma riqueza de conteúdos emocionais e de uma vivência imensamente rica, enfrentando a vida e os seus demónios de caras!
Há por aí muito escritor que teria muito a aprender com ele.
Como já disse, não tenho o previlégio de o conhecer pessoalmente, sentindo que comungamos de muitos pensamentos sobre determinados assuntos (talvez seja a nossa costela alentejana) e tenho a certeza que com princípios como os que ele defende e emprega na vida, teríamos um mundo melhor.

Concordo em absoluto, na sua chamada de atenção sobre a forma como escreve sobre a mulher que amou, é ... SUBLIME.

Sobre a questão (perfeitamente secundária) das toiradas respeito o seu direito e de todos os outros em não gostar, até o percebo, mas estas coisas de paixões não são para ser racionalizadas, são para ser vivenciadas sob pena de se esvaziarem completamente.

bjs

24 junho, 2007  
Blogger Ni disse...

Estive no blog do Manel... levada pela tua mão.
Obrigada, Cleo!
Fez-me muito bem ler o que li e escrever o que lá escrevi.

Abracinho para ti.

25 junho, 2007  
Blogger Apache disse...

Bons escritos, particularmente este a que se refere.

Boa semana!

25 junho, 2007  
Blogger o alquimista disse...

Eu não gosto de touradas mas gostei particularmente do texto do Manel...


Doce beijo

25 junho, 2007  
Blogger Manel do Montado disse...

Cara Cleo,

Num misto de embaraço e alegria confesso que me agradaram as suas palavras e o que de mim, do meu sofrimento e saudade divulgou. As mulheres amam-se verdadeiramente de espírito e com alma. Homem que assim fizer terá á no amor físico uma resposta maior, uma entrega sublime e saberá então a diferença entre, permita-me a expressão, “dar uma queca” e fazer amor.
Um grande obrigado e voltarei que o espaço agrada-me.
Permita-me, um beijo sincero.

25 junho, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Qdo era pequena ía às touradas.
Gostava ( e gosto) daquele aparato, ritual de trajes de luces...
Gostava e gosto de cavalos..
Gostava e gosto de cavaleiros... e gosto das pegas de caras... ( até noutras circunstâncias gosto de pegas de caras (risos!))
Há um ambiente que se espalha no ar qto a esta parte que nos envolve...e tem ....quase glamour..
Mas detestetava e detesto e, acho ultrapassada e selvagem, a parte em que o desgraçado do animal que é enclausurado na praça é picado e torturado e espicaçado , para não falar do que se segue noite dentro...
Bem, adiante,.....

Qto ao texto, Manel,... ficou-me uma sensação de alma. De escrever com a alma percebe?
É isso que falta a muita gente, saber escrever com a alma...
E há partes do texto que só podem ser autênticas, porque se sente o quanto o foram realmente.
Parabéns pela forma como escreve.

26 junho, 2007  
Blogger Cabral-Mendes disse...

Gostaria de comentar com mais substância mas, na verdade, é demasiado doloroso... Deus nos livre de um sofrimento assim... eu sei que ele é inevitável, de uma parte ou de outra, não sei se me entendem... mas a sua mera suposição é por demais insuportável...

26 junho, 2007  
Blogger MH disse...

Mais palavras para quê?
Perfeito...

27 junho, 2007  
Blogger MH disse...

Podes encontrar muitas fotos da Praia... Basta procurares :)

Qr dizer que agora és muito grande? Qt? 3 metros?

:P

27 junho, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________