CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

quinta-feira, dezembro 27, 2007

«Sei exactamente quem me quer matar»
«Sei exactamente quem me quer matar. São os dignitários do antigo regime do general Zia que hoje em dia estão por detrás do extremismo e do fanatismo», afirmou Bhutto numa entrevista dada no passado dia 19 de madrugada pelo telefone ao semanário francês Paris Match e publicada no site do jornal.
Antiga primeira-ministra paquistanesa tentava regressar ao poder.

Hoje foi morta durante um comício político.
-
A líder da oposição paquistanesa Benazir Bhutto morreu hoje - quinta-feira, na sequência de um atentado, atingida a tiro no pescoço e no peito - tiro de rajada , na cidade de Rawalpindi, onde participava num comício eleitoral.
O homicida matou-se de seguida .
O Ministério do Interior Paquistanês já confirmou a morte, que segundo um porta-voz (?!) do governo certamente!) aconteceu devido à explosão. «Segundo as nossas informações, ela morreu, um fragmento da bomba aparentemente atingiu-a», declarou Javed Cheema, citado pela agência Lusa.
Porém, o conselheiro de segurança da líder do Partido Popular do Paquistão (PPP), Reham Malik, disse aos media locais que Bhutto foi atingida a tiro no peito, pouco antes da explosão.
-

Em 1988, com apenas 35 anos, Benazir Bhutto foi a primeira mulher a ser eleita primeira-ministra de um país islâmico e, até ao seu exílio, em 1999, destacou-se como uma das líderes políticas femininas mais influentes.

A sua vocação política foi quase uma herança paterna do primeiro-ministro paquistanês Zulkifar Ali Bhutto (que liderou o país entre 1973 e 1977) e foi executado pelo ditador Zia ul-Haq, em 1979. Após a sua morte, Bhutto, tomou os destinos do Partido Popular do Paquistão (PPP), fundado pelo pai.

A formação académica, com a passagem pelas universidades de Harvard e Oxford, deram ao PPP o tom mais democrático do espectro partidário paquistanês.
As pressões internacionais exercidas sobre Musharraf permitiram o seu regresso ao país, este ano. De imediato, a líder da oposição prometeu luta a qualquer ditadura no seu país assim como combate aos radicais islâmicos.

No dia que regressou ao país, foi alvo de um atentado. Escapou ilesa, mas mais de uma centena de pessoas perderam a vida.

Hoje, aos 54 anos, foi Benazir Bhutto que não resistiu a um atentado na cidade de Rawalpindi.
A sombra que fazia ao poder, incomodava muita gente.Será que é mais um crime que fica sem punição?
E, declarado o Estado de Sítio , que se lhe seguirá?

_

Etiquetas:

7 Comentários:

Blogger Blueshell disse...

Situações muito tristes e revoltantes...

27 dezembro, 2007  
Blogger Cabral-Mendes disse...

Morreu alguém que poderia "civilizar" o Paquistão. Se este cai nas mãos dos extremistas, que uso será feito do arsenal nuclear do País? As nuvens negras adensam-se...

28 dezembro, 2007  
Blogger DarkMorgana disse...

Eu já estava a achar muita fartura...um país daqueles, ter uma mulher como aquela num cargo tão importante...

28 dezembro, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Mulheres Cultas, Inteligentes e com Carisma de Líder,... são um perigo. Metem medo.

Há um livro cujo título é: "Mulheres que Lêem"..pois.. é mais ao menos isso.
Pior se as que lêem são inteligentes
Pior ainda se têm carisma de Líder.
É duro enfrentá-las
Então, o melhor é ignorá-las e, como não é possível ignorá-las, são um alvo a abater.

28 dezembro, 2007  
Blogger Cleopatra disse...

Esqueci-me de dizer que, era mulher e era politica. Não uma oportunista daquelas que tentam a sorte por aí em terra de cegos, mas um politica. Cherfiar um governo num país de maioria muçulmana, ousar ser protagonista contra todas as leis numa pátria criada em 1947 com destino a ser dos muçulmanos da ìndia, é obra!

Como é que uma mulher que fez o percurso cultural, universitário que ela fez, podia ser aceite pelo fundamentalismo?

Não esquecer que o Pakistão ou Paquistão como gostarem mais, tem uma arma nuclear e uma sociedade dividida............
Que impacto poderá ter a nivel internacional este acontecimento?

Só os verdadeiros comentadores politicos o poderão dizer.

28 dezembro, 2007  
Blogger Apache disse...

Bom, não vale, idolatrar a senhora, só porque aparentemente está morta. Veio de uma família de políticos e ajudou tal como os antecessores, a fazer do Paquistão o caos que é. Além das inúmeras acusações de corrupção que pesavam sobre ela. Se bem que naqueles países, quem pode atirar pedras?
As notícias sobre a sua morte são demasiado contraditórias, como convém. Primeiro, foi anunciado que escapara ilesa a novo atentado. Depois que tinha sido ferida com alguma gravidade. Finalmente que tinha falecido. Atingida por um fragmento da bomba; alvejada com uma rajada de metralhadora; com uma fractura no crânio, porque quando tentava proteger-se bateu com a cabeça no tejadilho do carro. Entretanto, o carro onde viajava, à prova de bala, foi mostrado nas televisões com várias perfurações, apesar de no momento do atentado, se encontra cercado por milhares de populares. Será que as balas fintaram a multidão como no caso Kennedy? E a senhora, era mesmo ela, ou mudava todos os dias de cara como o Saddam? E a entrevista que deu à Al Jazira em Novembro, cujo excerto está no You Tube (veja o meu blogue), foi o quê? Um descuido? E o que se diz “à boca cheia”, que disse, “of the record” nessa entrevista?
Uma coisa é certa, o circo vai continuar.

31 dezembro, 2007  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

O Apache e a teoria da conspiração.
O que é verdade é que ela metia medo a muita gente E o que também é verdade é que foi morta.

01 janeiro, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________