CleopatraMoon

Um Mundo à parte onde me refugio e fico ......distante mas muito próxima.

A minha fotografia
Nome:
Localização: LISBOA, Portugal

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. Apontamento: Gosto que pensem que sou parva. Na verdade não o sou. Faço de conta, até ao dia em que permito que percebam o quanto sou inteligente.

online

terça-feira, novembro 06, 2007

Dois Poetas

Eugénio de Andrade

_____________________
A tua pele
o teu cheiro
na lembrança da minha cama.


Eu a desaguar
na foz da tua boca
e na minha a ficar
o teu sabor acre
de mulher


As tuas mãos
Leves, certas,
decididas
a levarem-me
dentro de ti


O gemido
que veio da febre
da tua carne
e que a tua
alma soltou


Três marcas
precisas, indeléveis
garantem
que na minha cama
no meu peito dormiste


O sussuro
do teu cheiro
na casa silenciosa
a neblina de ternura
que na manhã
dos teus olhos vi


A minha pele
ferida, arranhada pelo teu desejo


FERNANDO

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger Artur.S disse...

Um dos meus poetas!

06 novembro, 2007  
Blogger Apache disse...

A paixão à flor da pele e da pena.

07 novembro, 2007  
Blogger Pecadormeconfesso disse...

O eterno Eugénio.
Ou o eterno Amor?

07 novembro, 2007  
Blogger M@nza disse...

E então do fernando ninguém fala???
O Eugénio também é o meu preferido mas este poema do Fernando também tem que se lhe diga. Tiro o chapéu, no meu caso o boné.
boa escolha Cleo

08 novembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

__________